Categories
Mesas Programação Sábado 19 de dezembro

Quadrinhos e charges políticas no Brasil 2020

Sábado – 19/12 – 18h30

Com:

Conhecida como Carol Cospe Fogo, tem 37 anos e é natural de Belo Horizonte/MG, onde trabalhou em agências de publicidade como diretora de arte e ilustradora. Não tem formação acadêmica. Todo desenvolvimento do seu trabalho e a construção do seu pensamento vem de um perfil de muita observação e curiosidade. Há 5 anos vive no Rio de Janeiro e se dedica às charges e cartuns. Venceu o Prêmio Ângelo Agostini de melhor cartunista/caricaturista do Brasil em 2019. Tem desenhos publicados principalmente em suas redes sociais. É possível também encontrar seus trabalhos na revista independente “A Zica #0”, no jornal da Faculdade de Direito da UFMG e no livro “Mulheres e Quadrinhos” (Editora Skript – 2019).

 

É cartunista, publica seus desenhos em jornais, revistas, livros e internet. É autor de dez álbuns de tiras e quadrinhos, cinco deles adotados pelo governo para distribuição em bibliotecas públicas. Seu livro mais recente é “Brasil 2019 Em charges”, um registro gráfico e crítico do atual governo. Recebeu o prêmio HQ MIX de melhor cartunista brasileiro e em 2006 conquistou o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog.

Renato Luiz Campos AROEIRA é mineiro de Belo Horizonte e desenha desde muito novo. Começou profissionalmente como ilustrador de livros didáticos infantis, aos 12 anos. Publicou charges pela primeira vez em um jornal diário aos 17 anos, e a partir daí se tornou um “regular” na imprensa mineira, publicando quadrinhos, cartuns e charges. Em uma família de desenhistas e músicos, começou também com o violão. Publicou por dois anos no Diário da Tarde, até a sua mudança para o Rio. Em 1985, começou a tocar clarinete e saxofone. A primeira banda: Moving Heads. Começou como ilustrador no O Globo em 1986, onde ficou até 1989. Retornou a Belo Horizonte para mais um ano de charges diárias na capa do Diário da Tarde. Ganhou o Prêmio Imprensa de Pernambuco, voltou ao Rio e iniciou a carreira de chargista no jornal O Globo, na página de editoriais. Passou pelo Jornal do Brasil e desenhou por duas décadas no O Dia, onde ganhou os prêmios Wladimir Herzog de Direitos Humanos e o Líbero Badaró de Jornalismo, ambos na categoria charge. Atualmente publica no site informativo 247. Tocou (e toca) nos últimos 30 anos nas revistas musicais dos Irmãos Caruso, nos Optimistas e na banda performática Conga, a Mulher Gorila. Apresenta-se regularmente com seu grupo, o Trio das Quartas ou em duo com o músico Igor Eça em shows, bares e restaurantes no Rio.

Carol Ito é quadrinista e jornalista de Marília (interior de são paulo) e mora há 3 anos na cidade de São Paulo. Em 2014, criou o blog de quadrinhos autorais Salsicha em Conserva, em que publica quadrinhos sobre comportamento, política e gênero. Desenvolve trabalhos de jornalismo em quadrinhos para revistas como Trip e Tpm. É mestra em Ciência da Informação pela ECA-USP, com pesquisa sobre mulheres que produzem webcomics no Brasil. Também é coordenadora do Políticas, projeto dedicado a publicar quadrinhos políticos feitos por mulheres. Em 2019, foi indicada ao Troféu Ângelo Agostini, na categoria “melhor cartunista”.