Categorias
Mesas Programação Sexta 18 de dezembro

Abertura do Evento

Mesa de abertura da Butantã Gibicon

Sexta-feira – 18/12 – 16h

Com:

Jornalista formada pela PUC-Rio, já passou pelo UOL e diversos outros veículos, entre jornais, revistas e sites, especialmente nas pautas sobre tecnologia e comunidades virtuais. Foi colaboradora do grupo MinasNerds de 2016 até julho de 2020.

Voluntária desde a primeira edição da Butantã GibiCon (2019) – quando foi responsável pelo apoio às oficinas e também conduziu a oficina de “Expressão e Igualdade a partir dos Quadrinhos” – neste ano de 2020, Thania está na equipe de organização do evento, atuando na coordenação de Comunicação e também na produção e apoio às oficinas.

Formado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU UFRJ (com graduação sanduíche na University of Lincoln na Inglaterra), pós-Graduado em Quadrinhos pela École Européenne Superieure de l’Image em Angoulême (França) e Mestre em Mídias Criativas pela ECO UFRJ, é editor-chefe do Universo Guará, onde coordena a produção de diversos artistas e títulos, além de organizar a Quarentena Con. É professor da Escola de Comunicação e Design Digital (ECDD) do Instituto Infnet e do seu curso livre de desenho e quadrinhos e narrativas online. É autor de “Os Tomos de Tessa” (2015), “Salto” (2017), “Silas” (2018) e “Mesa 44” (2019), além de “Travessia” (2020) e outros vários projetos menores ou em parceria. Possui um canal no YouTube onde ensina sobre produção de quadrinhos, com dicas e boas práticas, procurando incentivar o debate sobre cena e o mercado nacional de HQs.

Gabriel Wainer é diretor da Guará Entretenimento. Com formação em Filosofia pela PUC-Rio, trabalhou como parecerista de roteiros da DT Filmes, com mais de 200 projetos analisados e também como professor de alfabetização de jovens e adultos. É autor de quadrinhos e roteirista de cinema e TV.

Foi voluntária na organização da primeira Butantã Gibicon (2019), contribuindo para a criação de parte da programação das mesas, oficinas e formação para professores do evento. Este ano está na organização como Coordenadora da Programação.

É pesquisadora sobre histórias em quadrinhos, educação e gênero desde 2014, mestranda em Ciências da Comunicação com pesquisa sobre a autoria de mulheres nos quadrinhos e licenciada em Educomunicação pela USP. Realiza oficinas e formações com quadrinhos e educomunicação para jovens e professores. Já escreveu nos sites Garotas Nerds e Minas Nerds e atualmente é colunista da Mina de HQ.

Categorias
Mesas Programação Sexta 18 de dezembro

Memórias da Primeira Butantã Gibicon

Memórias da Primeira Butantã Gibicon

Sexta-feira – 18/12 – 16h30

Com:

Paulistano de 1962, Marcatti é reconhecido como o mais podre e alucinado quadrinista que o Brasil se ressente de já ter visto. Contabiliza 43 anos de produção desde a publicação de sua primeira HQ em agosto de 1977 (revista “Papagaio” nº 1, independente). Dono de uma pequena máquina offset adquirida em 1980, esparramou repugnância em 37 títulos (como “Lodo”, “Mijo”, “Pântano”). Apesar disso, recebeu em 1988 o Troféu Jayme Cortez (AQC-ESP) em reconhecimento ao seu apoio aos quadrinhos nacionais. Nos anos de 1980, infectou revistas como Chiclete com BananaCircoMil Perigos e Monga com seu trabalho. Também desonrou editoras como a Escala (“Frauzio”: 6 números, 200 mil exemplares, distribuição nacional em bancas), Opera Graphica, Devir e Conrad. Por essa última, publicou em 2005 “Mariposa”, livro que lhe rendeu o Prêmio de Ângelo Agostini de Melhor Roteirista (AQC-ESP) e, em 2007, a aclamada adaptação da obra “A relíquia” de Eça de Queiroz.

Em 2012, (ano em que foi homenageado como Grande Mestre pelo Troféu HQMix) adquiriu uma sexagenária impressora offset com o propósito de disponibilizar toda sua produção de mais de quatro décadas e continuar no repulsivo propósito de fazer o que não se deve. A despeito de ter sido um enorme desperdício de tempo, os 40 anos de carreira de Marcatti foram comemorados em 2017 e, através da Ugra Press, a ocasião foi celebrada com o lançamento do livro “Marcatti 40” que publicou 40 interpretações diferentes de Frauzio realizadas por dezenas de autores consagrados.

PRÊMIOS
Troféu HQ Mix: 1989 Publicação Independente, 1990 Publicação Independente, 1993 Publicação Independente, 2004 Publicação Independente
2012 Grande Mestre

Prêmio Ângelo Agostini: 1988 Troféu Jayme Cortez, 2006 Roteirista, 2016 Mestre do Quadrinhos Nacional

Luanna atua como Designer Gráfica e Fotógrafa desde 2016. Em 2019 ingressou na Agência Mural de Jornalismo das Periferias, sendo uma das 83 correspondentes de São Paulo, atuando na região do Butantã. Na agência já escreveu texto para Folha de São Paulo, fez vídeos para a Band no quadro “Giro da quebrada”, além de cobrir eventos fotográficos para a Rede Nossa São Paulo, nos espaços cedidos pelo Sesc. Em 2020, fez parte da exposição “Ilustra Delas”, no Pátio Metrô São Bento, que reuniu 12 mulheres, escolhidas entre mais de 100 candidatas. Recentemente teve uma de suas obras incluída na “Coletânea Universos”, organizada pelo Coletivo Águila, fruto da união de artistas do Grajaú, SP, com artistas de diferentes partes do Brasil, em suas mais diversas linguagens.

Jornalista e fotógrafa, atuou quase 10 anos em comunicação corporativa, dedicando-se à responsabilidade social e jornalismo corporativo. Em 2018, tornou correspondente da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, cobrindo seu bairro Perus, zona noroeste da cidade de São Paulo. Apaixonada por contar histórias, documentar e registrar pessoas, fatos e momentos, inclusive por meio da fotografia, tem se dedicado cada vez mais ao fotojornalismo. Faz parte de sua meta profissional contribuir com a periferia, fortalecer seu território e dar visibilidade às suas origens. Isso inclui trabalhos voluntários, parcerias e trocas de conhecimentos.

Quadrinista e designer gráfico, um dos responsáveis pelo zine Subterrâneo (2004), onde começou a publicar o Sideralman. Desenhou a HQ “O Louco, a Caixa e o Homem” (ganhadora do Troféu HQ Mix em 2012). Participou dos projetos: “MSP+50, Mônica’s” e “Ícones dos Quadrinhos”. Pela Editora Nemo desenhou sete álbuns, entre eles a adaptação de “20.000 Léguas Submarinas” e “As Aventuras do Capitão Nemo – Profundezas…” e “O Navio Fantasma!”. Em 2015, lançou “Mil Léguas Transamazônicas”, que ganhou o Troféu HQ Mix. Em 2016 desenhou a HQ “O Blefe do Homem Morto”. Organizou e coeditou os livros “Os Mundos de Jack Kirby” (2017) e “Vertigo – Além do Limiar” (2018). Criador do personagem Demetrius Dante (2008), com quatro gibis lançados (2015, 2017, 2018 e 2019).

Sandro Merg Vaz nasceu em 1971 e é empresário da área de TI. Cresceu lendo HQs e foi alfabetizado com a Turma do Pererê, do mestre Ziraldo. Na adolescência roubava os quadrinhos do seu irmão mais velho para ler escondido. Sandman era o seu preferido na época.
Muitos anos depois reencontrou as HQs, começando a colecionar.

Em 2013, através do financiamento coletivo, descobriu os quadrinhos nacionais independentes, que se tornaram sua grande paixão. Até o presente momento apoiou mais de 800 projetos nas plataformas de crowdfunding, prestigiou centenas de lançamentos de HQs nacionais, bem como frequentou os principais “becos dos artistas” do Brasil, como FIQ, CCXP e Ugrafest, entre outros. 

Em 2019, idealizou e produziu, na Casa de Cultura do Butantã, a 1ª Butantã GibiCon, que contou com 7 mesas, 7 oficinas e quase 300 expositores, entre artistas e editoras, recebendo um público de 4500 pessoas.


Categorias
Programação Sem categoria Sexta 18 de dezembro

Novidades Editora Guará

Novidades Editora Guará

Sexta-feira – 18/12 – 17h30

Com:

Formado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU UFRJ (com graduação sanduíche na University of Lincoln na Inglaterra), pós-Graduado em Quadrinhos pela École Européenne Superieure de l’Image em Angoulême (França) e Mestre em Mídias Criativas pela ECO UFRJ, é editor-chefe do Universo Guará, onde coordena a produção de diversos artistas e títulos, além de organizar a Quarentena Con. É professor da Escola de Comunicação e Design Digital (ECDD) do Instituto Infnet e do seu curso livre de desenho e quadrinhos e narrativas online. É autor de “Os Tomos de Tessa” (2015), “Salto” (2017), “Silas” (2018) e “Mesa 44” (2019), além de “Travessia” (2020) e outros vários projetos menores ou em parceria. Possui um canal no YouTube onde ensina sobre produção de quadrinhos, com dicas e boas práticas, procurando incentivar o debate sobre cena e o mercado nacional de HQs.

Gabriel Wainer é diretor da Guará Entretenimento. Com formação em Filosofia pela PUC-Rio, trabalhou como parecerista de roteiros da DT Filmes, com mais de 200 projetos analisados e também como professor de alfabetização de jovens e adultos. É autor de quadrinhos e roteirista de cinema e TV.

Ananda Valle é carioca, de 24 anos, e trabalha como letrista para a editora Universo Guará. É ilustradora e está concluindo graduação em arquitetura e urbanismo na UFRJ.

Criador e apresentador do canal de YouTube “Nerd All Stars” – voltado à cultura pop, com foco em histórias em quadrinhos – Rino Félix procura apresentar este mundo principalmente para quem é entusiasta, mas não conhece o assunto profundamente. Seu projeto tem por missão cativar os espectadores para que se tornem não só leitores, mas também conheçam cada vez mais o universo dos super-heróis e se apaixonem por HQs.

Categorias
Mesas Programação Sexta 18 de dezembro

Mesa da Homenageada

Butantã Gibicon Mesa da Homenageada Laerte Coutinho

Sexta-feira – 18/12 – 19h

Com:

Laerte é autora de quadrinhos, cartuns e charges. Nasceu em São Paulo, em 1951 – fez alguns cursos livres de pintura, desenho e teatro; entrou na USP, em Comunicações, pra fazer Música e depois Jornalismo – não se graduou. Foi uma das criadoras da revista Balão (quadrinhos) e da empresa Oboré (assessoria de comunicação para sindicatos). Publicou seu trabalho n’O Pasquim, n’O Bicho, no Estado de São Paulo, na Folha de São Paulo e em várias revistas. Foi autora da revista Piratas do Tietê – também o nome da tira diária que produz. Participou da redação de programas de tevê da Rede Globo: “TV Pirata”, “TV Colosso”, “Sai de Baixo”. Apresentou o programa “Transando com Laerte”, no Canal Brasil. Participou do curta “Vestido de Laerte”, de Claudia Priscila e Pedro Marques; e do longa “Laerte-se”, de Lygia Barbosa e Eliane Brum.

Gabriela Güllich é formada em Jornalismo pela UFPB, atua como quadrinista, jornalista e os dois ao mesmo tempo. Produz a coluna Entre Quadros, projeto de entrevistas ilustradas no site Mina de HQ. Autora de Quatro Cantos de um Todo, HQ publicada pelo Sesc Paraíba em 2018 e São Francisco (Gabriela Güllich/João Velozo), livro-reportagem em quadrinhos e fotografia com narrativas do sertão e do Velho Chico, lançado em 2019.